VEJA COMO TER MELHOR CONTROLE DA PULVERIZAÇÃO DE DEFENSIVOS NA CANA

sábado, Janeiro 8, 2022

Nos últimos anos, a cultura da cana vem passando por importantes mudanças, caso do fim das queimadas e aumento da palhada em virtude da colheita mecanizada. Várias são as consequências dessas mudanças, mas o aumento da população de pragas nos canaviais vem sendo a mais importante delas. Por isso, o controle da pulverização na cana vem ganhando os holofotes dentro do setor sucroalcooleiro.

O controle da pulverização de defensivos na cana, representa um passo fundamental para blindar os canaviais contra o ataque das pragas. Com um calendário eficaz de aplicação, o desenvolvimento das plantas será mais seguro, possibilitando maior produtividade.

No entanto, essa técnica só é efetiva quando há o correto monitoramento, quando a solução é preparada corretamente e quando sua aplicação é feita com o equipamento adequado.

Veja então como fazer o melhor controle da pulverização de cana e descubra quais são os cuidados para deixar as pragas longe dos canaviais, ajudando a elevar a produtividade do seu agronegócio.

 

Necessidade do controle da pulverização para a grande escala

Segundo recentes dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil possui hoje mais de 10 milhões de hectares de área plantada com cana-de-açúcar, que produzem 33 bilhões de litros de etanol e mais de 31 milhões de toneladas de açúcar por safra.

Mas, para manter esse sucesso e conseguir se adaptar à colheita mecanizada, é essencial que usinas e produtores façam o correto planejamento da safra. Dentre as partes mais importantes desse planejamento, o controle da pulverização ganha destaque.

Em lavouras em grande escala, como é o caso da cana-de-açúcar, o controle da pulverização permite melhor distribuição dos compostos por toda a área infestada e aplicando na planta somente a quantidade necessária do produto, seja via aérea ou terrestre, da forma mais econômica, eficiente, uniforme e segura possível.

Neste contexto, o avanço tecnológico nos equipamentos pulverizadores vem contribuindo de forma bastante eficaz para um maior e melhor controle da pulverização, proporcionando melhor distribuição da calda, com consequente economia de aplicação dos defensivos.

Estes equipamentos possuem grande capacidade de armazenamento, além de apresentar maior vão livre e maior altura das barras, permitindo o controle da pulverização em todas das fases da cultura, inclusive as finais, onde a planta pode atingir 2 metros de altura.

 

Controle digital da pulverização otimiza todo o processo

Com o objetivo de otimizar a aplicação de defensivos, com mais inteligência e utilizando o mínimo de produtos, a agricultura de precisão (AP) vem representando um grupo de tecnologias capazes de contribuir com produtores do setor sucroalcooleiro.

Na atualidade, bons resultados no setor começam a estimular o uso deste tipo de tecnologias. Consequentemente, o uso de defensivos é reduzido e o lucro elevado, graças a tecnologias e softwares disponíveis no mercado para o controle de pulverização de defensivos agrícolas na cana-de-açúcar.

Nesta etapa de suma importância para o sucesso da atividade, as tecnologias de agricultura de precisão incorporadas ao equipamento permitem um melhor gerenciamento da aplicação, com maior controle da pulverização.

O sistema de telemetria, por exemplo, vem sendo um enorme aliado do setor sucroalcooleiro, pois permite saber se o defensivo agrícola foi aplicado no momento correto, na dose exata, no local adequado e sem contaminação ambiental.

Esse sistema de telemetria também permite o envio de alertas em tempo real de problemas operacionais ou de aplicação em condições inadequadas, além de registrar tudo o que foi feito para posterior análise e tomada de decisão para melhorias no processo.

Assim, dentre os benefícios da adoção do controle digital e da agricultura de precisão da pulverização pode-se citar:

  • Otimização do processo de pulverização, aliando eficiência à economia de produto, sempre em busca da máxima produtividade;
  • Melhora o desempenho da pulverização, controlando as pragas sempre com o máximo controle e eficácia;
  • Reduz os gastos com o uso dos defensivos agrícolas, aumentando a produtividade da área;
  • Otimiza o uso da frota, já que as máquinas podem trabalhar direcionadas a um local específico, reduzindo o gasto de combustíveis e aumentando o tempo hábil com a operação da pulverização.

 

Mais importante que é o controle da pulverização é o monitoramento de pragas

Além da proibição das queimadas, uma das causas que mais influenciam o aumento da população de pragas na cana-de-açúcar é a falta de ferramentas adequadas para um diagnóstico da presença de pragas em canaviais.

Esse problema trará, como consequência, a não possibilidade de maiores informações para escolher qual é a estratégia ideal para controlar as infestações de pragas nos canaviais, tornando difícil a tomada de decisões para controlar as pragas.

Isso faz com que sejam necessárias doses maiores de pulverização, que irão aumentar exponencialmente os custos que podem chegar a 40% do custo da safra.

Por isso, a adoção de bons equipamentos e softwares de monitoramento permitem um conhecimento mais preciso sobre as infestações de pragas na cana e, com isso, planejar melhor a compra de insumos das próximas safras.

Além disso, a otimização do monitoramento permite o fornecimento de informações integradas sobre o que acontece na fazenda sem intermediários, com maior precisão e agilidade, oportunizando maior controle dos gestores e maior eficiência para o controle da pulverização.

Fonte: IDEAONLINE

Data da publicação: 08 de Abril de 2022

Coletado de: IDEA ONLINE



Share